Assassino da Mobília

from by Tijolo de Vera

/
  • Streaming + Download

     

lyrics

A S S A S S I N O D A M O B Í L I A
(Letra: Rodrigo Fróes)

Se você se vê livre de mim, meu bem, tenha cuidado:
Um pensamento tão certo só pode estar equivocado.
Não verá mais por perto vestígios dos meus gostos e pelos,
Ou sequer sentimento de falta, mesmo que asfixiado.

Mas terá prego e madeira imobilizando os momentos,
Retratos que não dormem com o prazer de ver seus autores.
Discussões já vistas encortinando os aposentos,
Todos os desfechos que nunca desbotaram suas cores.

Cada móvel me será tanto cúmplice quanto testemunha,
Subornados pela ausência e livres de toda e qualquer culpa.
O chão liso e despido encobre por si só os rompantes
De perversões que se armam em paredes, decoradas bem antes.

E o estalo das línguas comungará com o assoalho,
No andar em fuga do vento a furtar as janelas.
E um Fim irado e lacrimoso será corpo estirado,
Sepultado antes pelo meu ranço que por nossas mazelas.

Abraços e amarras,
Tendões e tábuas,
Rancores e quinas,
Assassino da mobília.

credits

from Quem Acredita em Simetria?, released July 8, 2013
Participações: Amin Boumaroun - Bateria; Franklin Villaça - Teclado.

tags

license

all rights reserved

about

tijolodevera Niterói, Brazil

Banda fundada em Niterói (RJ) em 2005 com o desejo por uma mescla entre a música autoral, a poesia, o humor nonsense e o cinema. Influências do punk ao Scorcese, de Oswald de Andrade a Monty Python, do surf ao tantra.

contact / help

Contact tijolodevera

Streaming and
Download help